terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Oposição é povo nas ruas

Apóio os movimentos sociais que irão às ruas no dia 26 e a pauta que definiram juntos, ao contrário de alguns jornalistas e figuras políticas que afirmam que a Lava Jato não está correndo riscos. Um deles é Reinaldo Azevedo, aquele que chama de estúpidos e impensantes os que não concordam com ele, mas não darei muita corda para um jornalista destemperado que demite seus colegas de profissão - ou ele(a) ou eu! -, cujo programa na Jovem Pan continua em queda livre.

Sim, a Lava Jato corre sérios riscos e só os desinformados ou comprometidos com o poder não veem ou não querem ver, alegando teoria conspiratória e falando em nome da governabilidade e estabilidade econômica, curiosamente os mesmos argumentos utilizados há menos de um ano pela esquerda que criticavam. Só não usam a palavra golpe, mas sofismam com as mesmas argumentações.

Existem dezenas de motivos para que desconfiemos das palavras de Temer. O PMDB apoiou o PT durante 13 anos; escolha de ministros suspeitos; Congresso tentando aprovação de anistia; Lobão escolhido para presidir a CCJ e por aí vai. E isso tudo sem falar da apatia (pra não dizer outra coisa) da PGR e do STF que nos daria outras dezenas de motivos, além das eleições recentes para a presidência da Câmara e do Senado. Qual teria sido a plataforma defendida por Maia e Eunício que lhes garantiram tantos votos nas duas casas, inclusive - pasmem - do próprio PT? Não... não é teoria da conspiração, mas sim o realismo da constatação.

MBL, Vem pra Rua e outros estão certos. Há um indisfarçável conluio corporativista no Congresso. Ficamos 14 anos sem oposição nos representando e agora estamos sozinhos mais do que nunca. Ou acreditam que o PT e o PSOL possam nos representar? O PSOL ainda faz uma certa oposição, mas é um partido nanico de esquerda e já estamos cansados de ver partidos como esses abandonarem seus estatutos e programas depois de ganharem notoriedade. Já o PT, até as pedras sabem porque se opõe ao governo Temer, mesmo sendo farinha do mesmo saco.

Sobre a pauta definida pelos grupos, não concordo com algumas reivindicações que nada têm a ver com o apoio á Lava Jato, mas esta é uma outra discussão que se alongaria demais e respeito a opinião de quem pensa o contrário. Fica portanto o apoio à Lava Jato como ponto principal dessa mobilização do dia 26.

Encerro com duas frases de dois filósofos políticos que justificam esta minha posição.

  • "O que é a honestidade senão o medo da prisão?" (Carlo Dossi)
  • " Nenhum governo pode ser sólido por muito tempo se não tiver uma oposição temível." (Benjamin Disraeli)

E a única oposição confiável hoje é povo nas ruas.

Nenhum comentário:

Posts mais populares