domingo, 9 de novembro de 2014

CONTITUIÇÃO: "Discordar, sim; divergir, sim; descumprir, JAMAIS! Afrontá-la, NUNCA!"




Em 5 de outubro de 1988, Ulysses Guimarães do PMDB, Presidente da Assembléia Nacional Constituinte, discursava promulgando a nova Constituição. Foram palavras fortes e cheias de emoção, inaugurando a nova fase do Brasil de liberdade e justiça. O mesmo PMDB que liderou a Assembléia Constituinte e construiu a nova Carta Magna, hoje assina embaixo e em branco o processo de sua destruição, apoiando o DESPOTISMO PETISTA DISFARÇADO DE DEMOCRACIA.

Não fosse o PMDB, grande partido do Brasil de outrora e hoje grande apenas em número, não teríamos chegado aonde chegamos, com a política navegando no mar de lama da corrupção e ziguezagueando sobre corpos de cidadãos honestos que nela submergem gritando por socorro, pedindo saúde, segurança e educação minimamente dignas. Cidadãos desesperados em busca da mesma justiça que é oferecida apenas aos poderosos corruptos, que pagam caros advogados com o dinheiro desviado dos impostos.

JÁ PASSOU DA HORA DO PMDB RELEMBRAR DAS PALAVRAS DITAS POR SEU LÍDER ULYSSES GUIMARÃES NA PROMULGAÇÃO DA NOVA CONSTITUIÇÃO:

"Discordar, sim; divergir, sim; descumprir, JAMAIS! Afrontá-la, NUNCA!"

"Traidor da Constituição é traidor da Pátria!"

"Conhecemos o caminho maldito. Rasgaram a Constituição; trancaram as portas do Parlamento; garrotearam a liberdade; mandaram os patriotas para a cadeia, para o exílio e para o cemitério."

 "Temos ódio à ditadura; ódio e nojo. Amaldiçoamos a tirania, onde quer que ela desgrace homens e nações, principalmente na América Latina."

 "Nós, os legisladores, ampliamos os nossos deveres e teremos de honrá-los. A Nação repudia a preguiça, a negligência, a inépcia."

"O povo é o super-legislador, habilitado a rejeitar por referendo os projetos aprovados pelo parlamento. A vida pública brasileira será também fiscalizada pelos cidadãos, do presidente da república ao prefeito, do senador ao vereador."

"A moral é o cerne da Pátria. A corrupção é o cupim da República. República suja pela corrupção impune, tomba nas mãos de demagogos que, a pretexto de salvá-la, a tiranizam."

"Não roubar, não deixar roubar, por na cadeia quem roube, eis o primeiro mandamento da moral pública."

"A Nação deve mudar. A Nação vai mudar."

"A Constituição pretende ser a voz, a letra, a vontade política da sociedade rumo à mudança."

"Que a promulgação seja nosso grito: – Mudar para vencer!"

"Muda, Brasil!"

Nenhum comentário:

Posts mais populares