sexta-feira, 21 de setembro de 2012

A vingança da Criatura

THE REVENGE!
A partir das eleições deste ano começa a virada da Criatura sobre o Criador, ou seja, dos eleitores sobre os políticos. Ela não será marcada por gritarias e passeatas, mas por um estilo silencioso e diferente dos demais que rolam por este mundão afora. Mas de onde vem esta ideia? De algum guru ou profeta dos tempos modernos? Não! Vem da lei mais antiga e certa do Universo, imune às emendas parlamentares e aos julgamentos tendenciosos, das primeiras à última instância. Da LEI DO RETORNO.

Castigo de Deus!, dirão os religiosos; aqui se faz, aqui se paga!, dirão os céticos e agnósticos; raciocínio lógico!, dirão os racionais, cartesianos e pragmáticos. Tudo bem, cada um tem o direito de acreditar no que quiser, mas neste caso específico, mesmo sendo espiritualista, agnóstico e humanista, vou para o lado dos racionais.

Enquanto direita e esquerda se estapeiam com suas ideologias, os que realmente decidem a parada estão calados. Cansados dessa discussão - que já não é sobre o sexo dos anjos porque suas lideranças políticas já decidiram, em comum acordo com a Igreja, de que todos os anjos são assexuados - as Criaturas mostrarão que aprenderam de forma subliminar, a patifaria de como é que se faz "a coisa". Eles receberão os candidatos em período eleitoral com sorrisos de boas vindas, mas na hora do voto darão uma grande banana pra esses dissimulados e votarão nos candidatos que eles quiserem votar. E encontrando-os na rua dirão: "votei no senhor, dotô, mas que pena... parece que dessa vez num deu, né? Mas tenha fé que na próxima o dotô ganha!" E na despedida o eleitor - do outro - diz: "olha, mas na próxima tô com o dotô de novo, viu? Conte comigo! O dotô foi injustiçado, mais é bão!"

A partir do momento em que os políticos começarem a se ferrar é que perceberão que o getulismo, o ademarismo, o janismo e o lulismo morreram da insuficiência hepática do fígado dos outros. Que foram bons professores de arte dramática, mesmo sem querer. Terão de reduzir suas verbas de sapato-de-subir-morro e investirão mais em seus blogs, sites e nas redes sociais da internet, interagindo mais com seus possíveis eleitores que, mesmo à revelia desses aproveitadores sazonais, estarão mais cansados de todo esse teatro barato, além de bem mais informados. Serão convencidos com projetos e histórico de realizações.

Será a vingança da Criatura contra seu Criador, resultado da democratização do acesso à informação sem o ranço dos interesses velados. Resultado do julgamento do mensalão democraticamente mostrado de forma nua e crua, sem possibilidade de ser escondido, seja pela imprensa venal ou de chapa branca.

Duvida? Então pague pra ver!

Nenhum comentário:

Posts mais populares