quinta-feira, 14 de setembro de 2017

PARTIDARISMO, IDEOLOGIA E ESSAS BESTEIRAS

Ficar discutindo ideologias ou partidarismo quando, segundo os procuradores da Lava Jato, a corrupção no Brasil chega a 200 bilhões por ano, seria o mesmo que na época da segunda guerra, generais dos países aliados ficarem discutindo sobre a validade da teoria da raça pura ou darwianismo social enquanto 6 milhões de judeus (1 milhão de crianças) morriam em campos de concentração na Alemanha nazista.

Exagero? Não, não é exagero. Acontece que poucos no Brasil se preocupam com aquilo que não veem, um verdadeiro holocausto anual silencioso que mata milhões de brasileiros sem atendimento no SUS e nas ruas por falta de segurança.

Em termos de saúde pública, nosso problema mais grave, cerca de 5 mil municípios brasileiros não possuem leitos de UTI. Um estudo da Organização Mundial da Saúde mostrou que o Brasil está na 125º posição num ranking de 191, atrás de diversos países pobres da África e da Ásia. No entanto, pasmem, quando o assunto é gastos com saúde, o Brasil, paradoxalmente, está na 51ª posição. (Spotniks)

Cerca de 1 trilhão de reais em impostos é arrecadado anualmente no Brasil. O economista Alexandre Schwartsman revela que a cada R$ 100 arrecadados a mais em tributos entre 1995 e 2010, somente R$ 8,60 foram destinados para investimentos oficiais na construção de escolas, hospitais, rodovias, portos e aeroportos.

Voltando à corrupção, se ela movimenta cerca de 200 bilhões anuais, ou seja, 20% de tudo que é arrecadado em impostos, faz sentido ficarmos discutindo sobre quem rouba mais ou menos? Sobre ideologias e governabilidade enquanto os responsáveis por esse caos continuam no poder?

Pura perda de tempo tentar me convencer. Não sossegarei enquanto TODOS esses bandidos, ladrões do dinheiro público, assassinos potenciais, dissimulados ou confessos, não forem presos e estiverem fora da política.

Não há meio termo. Quem apoia a permanência de bandidos no poder, seja qual for a razão, é cúmplice desse holocausto silencioso, da morte de milhões de brasileiros todos os anos. Os que ainda têm um pouco de caráter, mas mesmo assim insistem em defender bandidos seja em nome do que for, que não durmam à noite. Na minha opinião não passam de cúmplices.

E fim de papo!

Nenhum comentário:

Posts mais populares