quarta-feira, 6 de julho de 2016

Estadão: Cresce o apoio nacional à Lava Jato.

Quando estimei no meu post anterior "ACORDÃO SERÁ ESTOPIM PARA UMA GUERRA CIVIL" que 80% da população desaprova aprova a Lava Jato, alguns leitores me escreveram dizendo que eu estava exagerando, mas a pesquisa que foi divulgada hoje mostra que na verdade eu subestimei. Acham que 5% é pouco? Representam mais de 10 milhões de cidadãos, ou 1/4 dos votos que elegeram a gerentona.


E daí, excelências do ACORDÃO? Vão encarar?


Leiam a matéria de Fausto Macedo na íntegra:
Cresce apoio da população à Lava Jato, indica pesquisa
O levantamento foi realizado entre 02 e 13 de junho com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades.
Levantamento da Ipsos revela que, de janeiro a junho aumentou o percentual de brasileiros que defende a continuidade da investigação mesmo que ela possa afetar a economia
Levantamento realizado pela Ipsos e divulgado nesta quarta-feira, 6, revela que 85% dos brasileiros apoiam a continuidade das investigações da maior operação de combate à corrupção no País, a Lava Jato, independente do impacto dela na situação econômica do País. O índice é seis pontos percentuais maior que o constatado pela Ipsos em janeiro, quando 79% responderam positivamente à afirmação. A margem de erro é de três pontos percentuais.
A pesquisa é a primeira a identificar o aumento no apoio da população à Lava Jato após o processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff e com a chegada ao poder do governo do presidente interino Michel Temer (PMDB) e também registra a queda no percentual dos que acreditam que a investigação, que tem desdobramentos em vários Estados, estaria piorando a situação econômica.
Em junho, apenas 39% dos pesquisados concordaram com tal hipótese, ante 46% registrado em janeiro. Em contrapartida, o total dos que discordam da afirmativa registrou forte elevação, saltando de 38% para 48% entre janeiro e junho deste ano.
Houve crescimento também dos que afirmam conhecer a Lava Jato. De acordo com a pesquisa Ipsos, 69% dos entrevistados em junho afirmaram saber algo ou bastante a respeito das investigações, ante 58% registrados em janeiro. O nível dos que não sabem ou dos que ouviram falar das investigações, mas não sabem nada a respeito dela reduziu a 31% em junho contra 42% em janeiro.
‘Sem pizza’.  A percepção de que as investigações irão terminar sem punição aos envolvidos registrou nova queda em junho, quando apenas 35% dos entrevistados concordaram com a afirmativa de que a Lava Jato deva “acabar em pizza”. O resultado mostra leve redução ante o resultado de abril (38%) e forte retração ante o número de janeiro, quando 46% dos pesquisados acreditavam que a operação terminaria sem punição aos envolvidos.
Por outro lado, houve uma leve queda no percentual dos que acreditam que as investigações transformem o Brasil “num País sério”. Em junho, 72% dos pesquisados afirmavam que a Lava Jato teria tal efeito sobre o Brasil, ante 75% em abril. Apesar da variação para baixo, que está dentro da margem de erro, o resultado de junho continua elevado no comparado com o de janeiro, quando apenas 53% dos pesquisados acreditavam que a Lava Jato poderia transformar o Brasil em um “País sério”.
A Ipsos é uma empresa independente global na área de pesquisa de mercado presente em 87 países. A companhia tem mais de 5 mil clientes e ocupa a terceira posição na indústria de pesquisa.
Fonte: Estadão

Leia também: ACORDÃO SERÁ ESTOPIM PARA UMA GUERRA CIVIL

Nenhum comentário:

Posts mais populares