quarta-feira, 1 de junho de 2016

A POLÍTICA E A DUALIDADE RELATIVA

Bem e mal, bom e mau, certo e errado, o dualismo sempre orientou as nossas decisões. Baseado em experiências pessoais adquiridas, o ser humano foi estabelecendo ao longo de sua existência alguns padrões de certo e errado que passaram a orientar a sociedade em que ele vive.

No entanto, uma pessoa ou entidade isolada de suas ações jamais poderá ser considerada boa ou má de maneira definitiva, pois, o bem e o mal são definidos segundo princípios de justiça que visam o bem comum.

Baseado nesses conceitos, nunca poderá existir um ser humano ou ser político que, agindo sob quaisquer pretextos, circunstâncias e intenções, esteja acima do bem e do mal. O culto à personalidade e a necessidade de heróis são o grande obstáculo da sociedade nessa sua incessante busca pelo verdadeiro humanismo.

Todo indivíduo deve ser bom na sua essência.

"Com o bom sou bom; com o mau também sou bom, pois, boa é a virtude." (Lao-Tsé)

Nenhum comentário:

Posts mais populares