sábado, 27 de junho de 2015

Políticos fazem de conta que não entenderam. Vamos desenhar?


Ministro Mercadante: "O principal ministro da presidente garantiu que não houve ilegalidades e desafiou os jornalistas a entrarem no site da Justiça Eleitoral e verificarem recibos já declarados."

O problema não é a doação de campanha devidamente contabilizada e aprovada pelo TSE. O problema é a origem desse dinheiro:

1) Proveniente de ações políticas CORRUPTAS junto às empreiteiras para facilitar a vitória delas em licitações; 
2) Fruto de propina em obras SUPERFATURADAS
3) Operações financeiras em paraísos fiscais NÃO DECLARADAS.

Deu pra entender ou tem que fazer um vídeo??

sexta-feira, 26 de junho de 2015

UMA PIRUETA, DUAS PIRUETAS, BRAVO... BRAVO!



Hoje nossos ilustres senadores chapas-brancas disseram na Venezuela que embora tenham sido convidados pelo governo para visitar os presos políticos eles não foram porque não queriam se intrometer nos assuntos internos do país. Teatrinho mambembe de roteiro pré-estabelecido. Aliás, os dois grupos, tanto da oposição quanto do governo foram fazer política interna brasileira na Venezuela, mas pelo menos o primeiro teria um objetivo secundário ou indireto que beneficiaria a democracia.

Interessante essa coerência da esquerda brasileira... a senadora Vanessa Grazziotin diz que não pode interferir nas decisões internas da Venezuela, mas veja a declaração dela sobre Guantanamo:
"... [imprensa] nenhuma fala de Guantânamo, nenhuma fala dos cinco cubanos que estão presos e que foram injustamente condenados” nos Estados Unidos."
Esse "injustamente" é o que, cara mais do que pálida?

Quando hoje li essa historinha dissimulada deu vontade de vomitar. Não pela mentira em si, mas pela hipocrisia achando que acreditaríamos nesse teatro de segunda categoria.

Amigos e amigas... se essa coisa que está aí e que chamam de governo permanecer estaremos ferrados.

E algemados.

.

quarta-feira, 17 de junho de 2015

DESCOBRI QUE SOU REAÇA!

O PT e alguns bitolados da esquerda retrógrada me convenceram de que realmente sou reacionário. Fizeram-me perceber essa minha "quadradisse" e agora estou em dúvida se devo permanecer reaça ou se continuo sendo fiel a essas fantásticas ideologias que em detrimento da justiça para todos defendem privilégios para algumas centenas de bandidos desonestos que se escondem atrás delas.

Resolvi então ser REAÇA por 10 motivos:

1) Reaças não aceitam serem roubados em nome de uma ideologia estúpida e capenga; 
2) Reaças não aceitam gente morrendo nas portas e corredores dos hospitais enquanto bilhões de reais são desviados para enriquecer pessoas e partidos políticos; 
3) Reaças não aceitam gente morrendo na violência das ruas pelo mesmo motivo; 
4) Reaças não aceitam professores ganhando mal e ensinando mal pelo mesmo motivo; 
5) Reaças não aceitam serem manipulados por mentiras e não suportam quando as ficam repetindo, insistindo em considerar o povo como um bando de imbecis; 
6) Reaças não se conformam com os 80 bilhões de prejuízo de uma das maiores empresas de petróleo do mundo por causa da corrupção; 
7) Reaças não se conformam com ladrões governamentais que escolhem o melhor negócio para o país pelo tamanho da propina que pagarão pra eles; 
8) Reaças não se conformam com zumbis robotizados que agitam bandeiras partidárias e que idolatram ladrões do dinheiro público; 
9) Reaças não trocam sua liberdade de expressão pelo silêncio; 
10) Reaças não trocam sua dignidade por justificativas estúpidas dos heróis de mentirinha.

Eu teria mais uma centena de razões para ter orgulho de ser chamado de "reaça", mas só essas já bastam. Bastam para que me enquadrem como reacionário e se auto-enquadrem como idiotas.

sexta-feira, 12 de junho de 2015

A revolução do século XXI


 Como Pablo Picasso retrataria Guernica, trocando espadas, touros e humanos
por computadores, redes sociais e seres virtuais? 


Já estamos tendo, mas teremos mais. Tempos difíceis neste século para o Brasil em todos os sentidos, mais especificamente no sócio-político. O despertar que muitos países tiveram nos séculos passados com guerras, privações e caos social, nosso país terá agora os mesmos traumas numa versão contemporânea. Alguns ainda não entendem o que está por trás de algumas ideologias que tentam raptar o bom senso das mentes para manipulá-las livremente com promessas que a princípio fazem sentido, mas que nunca serão cumpridas. Simplesmente porque, na teoria e na prática, a luta pelo poder caminha num sentido oposto ao da luta pela igualdade e da liberdade.



sexta-feira, 5 de junho de 2015

Joaquim Barbosa recebe Honoris Causa em Israel

A JUSTIÇA E O VIL METAL - O AMOR É LINDO!

BRASIL: Construtoras do Petrolão - "A nova proposta, obtida pela Folha, transfere as negociações da CGU para a AGU (Advocacia-Geral da União) e garante um bônus: os beneficiários ficariam livres da culpa desde que pagassem seus débitos, integralmente, e à vista. Se fosse na CGU, haveria desconto desses valores."

SUIÇA: Banco HSBC - "O HSBC decidiu pagar US$ 43 milhões (R$ 135 milhões) às autoridades de Genebra para encerrar o caso Swissleaks. A Justiça suíça investigava supostos crimes de lavagem de dinheiro cometidos pelo banco. Segundo comunicado oficial, o HSBC concordou em pagar a multa por não ter conseguido evitar crimes financeiros. Com o pagamento, a ação criminal foi arquivada."

O primeiro, o país mais corrupto do mundo; o segundo, um país diplomaticamente neutro, tido como sério e que abriga as entidades e organizações mais importantes do mundo. O que esses dois países têm em comum? Dinheiro ilícito comprando garantias de impunidade na justiça.

Com esses procedimentos os governos tornam-se receptores dos produtos dos roubos ou, em trocados e miúdos, lavou, ta novo!

Aconselho futuros pais a registrarem seus filhos na Junta Comercial. Como pessoa jurídica, seu futuro impune estará garantido.

Que tal José Odebrecht, Maria Camargo Corrêa ou Ling-Ching Hong-Kong Shanghai-Banking?

quinta-feira, 4 de junho de 2015

A Internet e a Queda das Máscaras

Nem os EUA imaginavam que sua ferramenta de domínio mundial e espionagem que começou com a ARPANET na década de 60 resultaria no que vemos hoje. Não fosse a rede mundial difundida e apoiada "democraticamente" (entre aspas) com seus satélites de comunicação a preço de bananas, as máscaras do poder, da corrupção, das segundas intenções e, principalmente, da impunidade não estariam despencando em governos e países do mundo todo.

A pulverização da informação, embora tenha seus aspectos nocivos com redes de boatos, perversão, pedofilia, crimes, entre outros, tem o seu lado bom cada vez mais evidenciado no papel de desmontar mentiras e hipocrisias que antes demoravam séculos para serem desmascaradas. No fundo, é a rede imitando a vida.

Embora o lado ruim exista e nunca será eliminado, com a mesma rapidez que ele é disseminado, é também desacreditado, coisa que não acontece com as verdades que apenas são depuradas, corrigidas e aperfeiçoadas, mas não desaparecem. Gravações de áudio e vídeos são o antídoto do esquecimento.

Mensalão, Petrolão, FIFA, CBF, BNDES, fraudes nas eleições, estratégias de domínio das grandes potências, interesses pessoais e corporativos são algumas das máscaras que estão caindo.

E a coisa está só começando. Ou teremos uma completa reciclagem de valores sociais e na política do Planeta ou uma terceira guerra mundial.

Das duas, provavelmente as duas.

.

Posts mais populares