domingo, 12 de outubro de 2014

Sou mais Brasil

Ser contra ou a favor de Dilma ou Aécio é coisa menor dentro desse mar de lama que inundou o país. Vejo tantas pessoas que considero inteligentes ainda presas nessa idiotice ideológica, cultuando ideologias mortas que não deram certo em NENHUM lugar do mundo e as colocando acima das injustiças cruéis promovidas pela realidade presente. Suas mágoas são maiores do que o raciocínio simples e direto. Alimentam o sentimento de vingança enquanto o país é saqueado e humilhado por uma quadrilha com a justificativa de que os ladrões de seus opositores são mais ladrões que os ladrões dela.

Vejo pessoas inteligentes gritando Aécio, Marina e Dilma; PSDB, PT e PSB, mas não vejo ninguém gritando Brasil. Todos que somos minimamente politizados sabemos que o presidente de um país não é tudo. O Brasil é governado pelo Congresso Nacional e ponto! Alguém duvida disso ou ainda tem aquela falsa ideia de que o povo, a Globo e o restante da imprensa que derrubaram Collor? Que PC Farias foi o responsáveis por sua queda? Pois ele foi tão responsável quanto o contador de Al Capone o foi por sua condenação. Quem derrubou Collor foi o Congresso, quem derrubou Al Capone foi Eliot Ness, a polícia e as leis americanas. O caixa dois de Collor e a sonegação de impostos de Capone foram apenas as provas legais.

Valem no presidente e em seu partido a capacidade de negociação e os limites de tolerância muito bem definidos.

Não sou um vira-casacas. Desde o início eu disse aqui mesmo que Aécio estava longe de ser o candidato dos meus sonhos e continuo achando a mesma coisa. No entanto, não posso fechar os olhos para o mensalão transitado em julgado e para esse escândalo da Petrobrás coroando esse governo corrupto que aparelhou as instituições brasileiras, únicos bens que poderiam nos garantir a justiça e a igualdade verdadeiras. Como confiar tanto em um partido a ponto de delegar indiretamente a ele - por meio da aceitação passiva - a decisão do que é justo ou não para um país inteiro?

Sou Aécio porque sou contra a permanência do PT e PMDB no poder. Sou Aécio porque votar em branco ou anular meu voto, além de estar abrindo mão de um direito meu, estarei ajudando a manter no poder isso que está aí. Meu voto é para o não.

Eleições não resolvem. Elas são apenas depurativas. Nossa democracia ainda é criança. Três décadas não são nada. O melhor só acontecerá com o tempo, na medida em que o humanismo e a consciência política estiverem mais presentes no inconsciente coletivo.

Hoje sou Aécio, mas sempre serei Brasil.

(JCG)

Nenhum comentário:

Posts mais populares