domingo, 16 de junho de 2013

Fora partidos! Contentem-se apenas em apoiar.

Deu na Folha: O serviço secreto da Polícia Militar afirma em relatórios sobre as manifestações contra o aumento das tarifas de transporte em São Paulo que os grupos mais violentos nem sempre agem de maneira espontânea. Punks que partem para o quebra-quebra são arregimentados por militantes do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) com o objetivo de desgastar o PT do prefeito Fernando Haddad e o PSDB do governador Geraldo Alckmin, de acordo com documentos sigilosos aos quais a Folha teve acesso.


Não... o movimento não é partidário. Começou com esses simples cidadãos abaixo e corre o risco de melar se alguns partidos, mais uma vez, começarem a tentar capitalizar em cima de uma iniciativa popular espontânea. A responsabilidade de não deixar entrar baderneiros é dos NÃO RADICAIS que estiverem participando.  E tem mais... não recrutaram punks em Porto Alegre, Brasília e Rio de Janeiro. Na verdade o povo já está cansado e o que aconteceu em São Paulo foi o estopim dessa explosão de insatisfação.



Roubos, falcatruas, impunidade política e 30 bilhões de reais enterrados numa copa do mundo pra ganhar votos. O cúmulo da insensatez! Dinheiro suficiente para construir 1.200.000 casas populares, 800 presídios, 60 mil escolas com postos de saúde ou mais de mil hospitais com UTI. Preferiram enterrar em obras nesses elefantes brancos que serão esquecidos, sem utilidade após 2014, como aconteceu na África do Sul e Grécia. Só ganham com isso as construtoras e seus "intermediários", as TVS, os patrocinadores e o governo que pensa que ganhará em votos.


Vergonha não é ser vaiada, dona Dilma. Vergonha é assistir o vídeo abaixo e o mundo inteiro saber que isto acontece no Brasil do futebol.




Nenhum comentário:

Posts mais populares