quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Leia-se: " Não é isso que eu quero que você pense"

"Não é isso que você ta pensando!"




O Brasil só suportou todos esses anos de mentiras políticas porque a população ainda não estava democratizada e "desmedada" o suficiente para gritar sua insatisfação diante dos descalabros que via e pressentia. Os brasileiros de bem ainda desconfiavam do seu direito de gritar pela retomada da posse de seu país. Boa parte dos antigos intelectuais de esquerda se recusava aceitar o desmoronamento de seus sonhos socialistas alimentados desde a época da ditadura militar. E os novos, educados pela história que não presenciaram e apenas leram ou ouviram contar, foram facilmente enganados por esses lesa-pátrias travestidos de socialistas que estão no poder querendo implantar sua oligarquia mequetrefe (termo da moda).

E agora vem o "chefe" - aquele mesmo que pediu desculpas ao país pelo mensalão - dizer que esse esquema sórdido nunca existiu e que tudo é imaginação e estratégia da oposição. Será que a quimioterapia e a radioterapia queimaram seletivamente algumas regiões do seu cérebro? Ou quando saiu dos seus 8 anos de (des)governo achou o Brasil já havia se transformado na sua tão sonhada Cuba ou Venezuela? Alguém precisa dar uma chacoalhada nele e dizer que os tempos da Alemanha nazista já se foram e aqui não há espaço para Goebbels tupiniquins. Que nos dias de hoje não serão auto-falantes em praças públicas ou ex-barbudos-falantes em palanque eleitoral que (des)informarão e lavarão os cérebros do povo.

O pavor é o maior inimigo do raciocínio e nem me refiro às equações complicadas, mas até mesmo às expressões aritméticas mais elementares. O PT está dando tiro no pé, um atrás do outro nesse período de julgamento do mensalão. Primeiro Lula pressiona Gilmar Mendes e depois diz que o julgamento do STF é uma ameaça à democracia. Depois vem Haddad dizendo que é degradante ter sua imagem associada à José Dirceu e Delúbio. E pior... escreveu isso e ainda registrou em cartório para se defender dos ataques da propaganda eleitoral de Serra.

Enfim, parafraseando Simone de Beauvoir, "É horrível assistir à agonia de uma esperança".

Horrível pra eles e para suas esperanças que, diga-se de antemão,  não são as mesmas do povo mais esclarecido e consciente.

Nenhum comentário:

Posts mais populares