quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Tropa de choque sem comando

Costumo ler notícias nos principais jornais e revistas online e invariavelmente me defronto com comentários nas matérias da famosa tropa de choque cibernética do PT e seus aliados. Eu acho que a democracia mais perfeita que existe hoje é a da Internet, pois, ela permite argumentações e contra-argumentações livres, independentemente das correntes partidárias.

No entanto nota-se claramente a falta comando nessa Tropa de Choque Cibernética que dá tiros pra todos os lados, usa canhões para atirar em formigas e gasta munição adoidada. Tudo bem... pelo menos a munição não é comprada com verba pública, ou seja, acho que não.

Hoje eu estava no site da CBN no blog da Lúcia Hippolito exatamente para comentar o texto em que ela fala sobre as verbas do orçamento para a prevenção de desastres que foram tendenciosamente para Pernambuco, terra do ministro e da prefeitura de seu filho. Escrevi que existe também culpa das prefeituras e municípios que não apresentam projetos para reivindicar parte dessa verba destinada às obras de prevenção. Não podemos nos esquecer da responsabilidade desses que não fazem projetos para evitar desastres e "preferem" depois das tragédias ficarem de chapéu na mão pedindo a outra verba destinada aos pós-desastres, verba esta de aproximadamente 2,5 bilhões. Campos do Jordão, por exemplo, cidade onde moro, sofreu deslizamentos no ano de 2000, matando 10 pessoas (dizem que foi mais que isso) e desabrigando mais de 100. Escrevi neste blog sobre problema em 08/01/2011:

"Em 2000, perto de dez pessoas morreram em Campos e mais de cem ficaram desabrigadas com deslizamentos nos morros. Dez anos se passaram e quase nada foi feito em termos de investimentos para a construção de casas populares em locais mais seguros e relocar os que ainda se encontram em áreas consideradas de risco. Locais estes apontados pelo relatório que foi apresentado pelo setor de geologia e sensoriamento remoto do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) em 2005, cinco anos após a tragédia. Dez anos se passaram e praticamente nada foi feito. Começaram as chuvas e junto com elas, as nossas orações."  (A natureza avança e responde)

Ao comentar este fato no blog da Lúcia Hippolito, vejo outro comentário de um leitor falando sobre a Privataria Tucana e outras coisa mais que nada tem a ver com a matéria em questão. Tudo bem... há liberdade para isso, tanto que o comentário do indisfarçável tropeiro foi publicado, mas eu pergunto: essa atitude ajuda ou atrapalha o PT e os partidos aliados? Na minha opinião só faz piorar a imagem do governo, mostrando que não sabem utilizar esta poderosa ferramenta que se chama Internet. Vamos dizer que existam lados sombrios nessas privatizações tucanas, mas o que tem a ver o c... com as calças, ou mais especificamente, o que tem a ver as privatizações com a tendenciosidade do ministro ou com a incompetência dos estados e municípios que não solicitaram as verbas?

A verdade é uma só: já não se fazem mais "marighellas" como antigamente. Ao invés de criarem guerrilheiros cibernéticos aos montes, desorquestrados e de comando acéfalo, poderiam perder um pouco mais de tempo organizando esses voluntários para contra-argumentar sem prejudicar o tema das matérias. Como eu disse, esse jeitinho de atirar pra tudo quanto é lado pode ter algum efeito para pessoas desavisadas, mas não para os que têm o hábito de ler e costumam se instruir um pouco mais que a média dos eleitores.

Falta ordem unida. Falta alguém para dar:

Sentido!

Nenhum comentário:

Posts mais populares