quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Adeus anos velhos!

O lado positivo da passagem de ano é a renovação das esperanças, como escreveu Carlos Drummond de Andrade em seu belo poema "Cortar o Tempo":

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. / Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão."

Sem a pretensão de menosprezar a genialidade do grande poeta Drummond, mas colocando uma pitada de pragmatismo sem desandar esse delicioso alimento poético, eu pergunto: por que temos de chegar "no limite da exaustão"? Por que temos que esperar outros longos 365 dias para agradecer nossos bons momentos, avaliar os maus, renovar nossas esperanças, rever antigos projetos e planejar outros novos?

É lógico que não podemos mudar planos e fazer novos projetos a cada nascer de um novo dia, mas por que esperar tanto tempo para ter outro momento de intensa esperança? Quantas coisas ruins poderíamos evitar e quantas situações agradáveis poderíamos criar se esse nosso "ataque" de otimismo ocorresse uma dúzia de vezes por ano? Um réveillon por mês para eliminar teimosias e obstinações; para rever projetos de vida e renovar o fôlego. Brindar a entrada de um novo mês e inspirar oxigênio puro em cada renascimento.

A partir de 2014 desejo um lindo Réveillon por mês a todos vocês!

Nenhum comentário:

Posts mais populares