domingo, 20 de novembro de 2011

Vamos supor...

Vamos supor que haja vida depois da morte e que a Terra seja apenas uma etapa do processo evolutivo. E já que tudo foi previsto por um suposto Deus ou Força Maior, vamos supor que tudo aquilo que Ele previu esteja certo. Que o bom esteja certo, o mau esteja certo e o indiferente também esteja. Vamos supor que seja lícito odiar, matar, roubar e trair, da mesma forma como amar, salvar, doar-se e ser fiel. Vamos supor que o desprezo e a compaixão sejam frutos da mesma árvore.

Vamos supor que o mundo seja uma grande ilusão e que o que vemos e sentimos não exista. Que o remorso, a mágoa e a tristeza não passem de falsas emoções e sensações. Que a busca pela felicidade seja apenas um passatempo e não há motivos para nos desiludirmos se não encontrarmos essa felicidade.

Não precisa entender; não precisa se esforçar; não precisa crescer.

Você precisa apenas viver.

Mas, viver o que?

A inércia dos seus medos!

Tic-tac ...

2 comentários:

CassiaVF disse...

Tudo bem que seja suposição,mas não dá para ser menos determinista e maniqueista?
Em vez de certo/errado não dá para pensar em compatibilidade?

Pura Reflexão disse...

Cássia, a eterna contestadora (rs)... o dualismo, embora eu não o aceite, move as leis dos homens. Não são certos e errados... são antônimos. Foi seu inconsciente que leu "certo e errado". Só Nietzsche explica. :o)

Posts mais populares