segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Primeiro tem que virar ditadura

Embora essas tentativas de controlar a imprensa e a internet devam mesmo ser denunciadas por todos os meios de comunicação possíveis, já estou cansado dessa história. Estando o Zé Dirceu bravo e fazendo lobby junto a deputados, senadores, ministros e com o Bispo da região de Santa Filomena dos Cataguases, ele só vai perder tempo, esforço e saliva. Que morram de ódio os ditadores avulsos que habitam a política brasileira, mas o controle da imprensa e da Internet só acontecerá o dia que o Brasil for invadido pela China, pois, se depender dessa esquerdazinha tupiniquim, parada no tempo e sem criatividade que aí está, isto jamais irá acontecer. Eles não têm competência, apoio popular, respaldo jurídico e nem peito para um golpe armado que seria a única solução para realizar essa pretensão estúpida.

Eis duas principais razões:

  • Em primeiro lugar, vamos supor que consigam aprovar algo por meio dessa maioria esfoladora, digo, esmagadora da base aliada, choveriam milhares de processos alegando inconstitucionalidade que seriam resolvidos apenas no ano de 2100.
  • Em segundo lugar, não há controle da imprensa sem controle da Internet. Seria fácil em algumas semanas abrir 10.000 blogs e jornais brasileiros, milhares de rádios e TVs online em mais de 100 países livres que poderiam ser acessados por aqui e, para que isso não acontecesse, esses milhares de jornais, rádios e TVs online teriam de ser censurados ou bloqueados aqui. E para piorar a estratégia tupiniquim, o governo está popularizando a internet e a banda larga, ou seja, com o acesso dos menos favorecidos e currais eleitorais desses populistas, o povão estará, cada vez mais, bem informado.

Vai então um pequeno conselho: tratem de manter o presente limpo para terem alguma chance de sobreviver, pois, para vocês, ditadores autônomos avulsos, será impossível limpar o passado e tentar escondê-lo.

Em resumo: esqueçam dessa besteira e sejam bonzinhos daqui pra frente, viu crianças?


Posts mais populares