segunda-feira, 27 de junho de 2011

Camisetas - Marcha pela Ética

Sábado, dia 02 de julho, o grupo Marcha pela Ética se unirá para apoiar o "Dia do Basta!" às 14h00 concentração em frente ao Conjunto Nacional (Google Maps).

Facebook: Grupo Marcha Pela Ética

Os que se interessarem em fazer camisetas para o evento, utilizem a  arte disponível abaixo para download em PDF.

CLIQUE AQUI
Quando abrir a página, no canto inferior direito há um ícone com opção para salvar o arquivo.


ATENÇÃO: Esta arte não poderá ser alterada/modificada. Protegida por direitos autorais Grupo Marcha Pela Ética
.


sexta-feira, 17 de junho de 2011

Marcha pela Ética

Tudo precisa ter um começo, mesmo que ainda não seja ideal. Quero parabenizar os responsáveis pela coordenação do Movimento Marcha pela Ética por iniciarem uma campanha apartidária pela agonizante ética da política brasileira. Por se tratar de um movimento aberto à participação popular, é evidente que encontraremos todas as linhas do pensamento político e se houvesse censura e/ou seleção de participantes não seria um movimento democrático. Independentemente da linha ideológica e métodos sugeridos de se coibir abusos e falcatruas, TODOS estão a favor de mudanças no comportamento político atual, seja dos partidos, correligionários ou eleitores.

Mesmo tendo passado pelas artilharias das tropas de choque que defendem algumas figuras políticas além de outros participantes mais radicais que entraram para desestabilizar ou capitalizar autoria para uma determinada linha ideológica, o grupo no FaceBook já conta com 3400 adesões e segue em frente.

Amanhã (sábado, dia 18) haverá a primeira manifestação do grupo e simpatizantes dessa causa pela ética. O Brasil cresce e se estabiliza economicamente. Não podemos deixar que esse crescimento e as oportunidades que surgirem sejam desviadas para nutrir a fortuna de alguns privilegiados e aumentem as diferenças sociais, destruindo o que foi construído até agora às custas do sacrifício do povo. Não importa se foi Itamar, FHC, Lula ou será Dilma... importa não deixarmos que tudo se perca por questões puramente egocêntricas daqueles que defendem seus próprios interesses, de partidos ou de ídolos políticos.

Precisamos agir e demonstrar nossa insatisfação com os rumos da ética.

LOCAL: Parque do Povo
ENDEREÇO: R. Henrique Chamma, 590, Av. Cidade Jardim, São Paulo (GoogleMaps)
HORÁRIO: 15h
FACEBOOKPágina do grupo
REVISTA VEJAColuna Ricardo Setti

Todos lá!!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Desfazer nós, maus costumes e ranços

Dilma assumiu um pepino maior do que Serra assumiria se tivesse ganhado. Lula vendeu tudo e mais a alma para o Congresso, deixando os políticos da base de apoio mal acostumados e, mesmo com maioria inferior à atual, conseguiu efetividade e cumplicidade absurdas da chamada base governista. Nem vou falar de mensalão, pois, nem sempre o dinheiro é representado pelo "salário extra", mas também por favorecimentos, cargos e outras moedas tão interessantes quanto o vil metal em espécie tilintando nos bolsos.

Para entender o que estou tentando dizer, é necessário se desfazer de preconceitos partidários (pelo menos tente), pois, toda aversão implica na redução da capacidade de ver, pensar e raciocinar. Mesmo que seu candidado (ou candidata) tenha perdido, não compensa esperar quatro longos anos para tentar ser feliz, pois, afinal, não vamos esperar esses quatro anos morando na Suécia.

Por mais defeitos de fabricação política que a Dilma tenha, ela está tentando desfazer nós, maus costumes e ranços e nem quero discutir se é uma questão de caráter ou estilo, mas de certa forma vai ao encontro de parte dos nossos desejos e temos de torcer para que todos esses costumes perniciosos implantados por Lula, fundamentalistas retrógrados do PT e interesseiros do PMDB sejam desfeitos. Não interessa a ninguém consciente ver tudo explodir por uma questão ideológica ou pra justificar a famosa pergunta: "Não falei?"

Se Dilma não der certo, não será fácil. pensem nas consequências CONSTITUCIONAIS, pois, afinal, não vivemos num regime anárquico e chega de golpes, independentemente das causas que os "justifiquem". Temos que pensar a longo prazo e com o pensamento estruturado para um país melhor. Imediatismo é coisa pra satisfazer ego.

E os egos são todos iguais, sejam eles de direita ou de esquerda.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Seguir ou inspirar-se em alguém

Osho



Eu gostaria que você aprendesse em toda fonte, para apreciar todo ser singular que  encontrar. Mas jamais siga alguém e nunca tente se tornar exatamente como alguma outra  pessoa; o que não é permitido pela existência. Você somente pode ser você mesmo. 

E isto é um fenômeno estranho: as pessoas que se tornaram uma inspiração para milhões de outras pessoas, elas próprias nunca se inspiraram em ninguém – mas ninguém observa esse fato.

(...)

As pessoas estão sendo treinadas como atores; em todo este vasto mundo você encontrará todas as pessoas representando papéis. Todo mundo é educado para encenar...

Belos nomes – etiquetas, boas maneiras – mas por trás, escondido, está uma psicologia sutil para fazê-lo esquecer a sua originalidade e absorver algum papel que os interesses ocultos querem que você seja. 

Nunca se inspire em alguém.

Permaneça aberto.

Quando você vir um belo pôr do sol, desfrute a beleza dele; quando você vir um Buda, desfrute a beleza do homem, desfrute a autenticidade do homem, desfrute o silêncio, a verdade que o homem alcançou, mas nunca se torne um seguidor. Todos os seguidores estão perdidos.

Permaneça você mesmo – porque esse homem Goutama Buda encontrou porque  permaneceu ele mesmo. E todos esses belos nomes – Lao Tzu, Chuang Tzu, Lieh Tzu,  Bodhidharma, Nagarjuna, Pitágoras, Sócrates, Heráclito, Epicuro – todos esses belos  nomes, que têm sido uma grande inspiração para muitas pessoas, foram eles mesmos e nunca se inspiraram em alguém. Foi assim que eles protegeram as suas originalidades; foi assim que eles permaneceram eles mesmos. 

Eu estive com mestres e os amei. Mas, para mim, o próprio desejo de ser como eles é  feio. Um homem é o bastante; um segundo como ele não irá enriquecer a existência, irá  apenas sobrecarregá- la. 

Para mim a singularidade dos indivíduos é a verdade maior.

Ame as pessoas quando encontrá-las florescendo em alguma dimensão verdadeira e autêntica. Mas lembre-se que elas estão florescendo por causa da autenticidade e originalidade delas; assim esteja atento para não cair na armadilha de segui-las. Seja você mesmo. 

A famosa máxima de Sócrates é: 'conheça a si mesmo'. Mas ela deveria ser completada – ela não está completa. Antes de 'conheça a si mesmo', uma outra máxima é necessária, 'seja você mesmo'; caso contrário você pode conhecer apenas algum ator que você está  fingindo ser. Conhecer a si mesmo vem em seguida; primeiro é ser você mesmo. 

Os verdadeiros grandes mestres têm sido apenas amigos, uma mão que ajuda, dedos  apontando para a lua; eles nunca criaram uma escravidão. Mas no momento em que eles morreram, eles deixaram um impacto tão grande ao seu redor que as pessoas espertas – os  teólogos, os sacerdotes, os eruditos – começaram a pregar às pessoas, 'Sigam Goutama Buda.'

Agora o homem está morto e ele não pode negar coisa alguma... E essas pessoas  começam a explorar o grande impacto que Buda deixou. Agora toda a Ásia, milhões de  pessoas por vinte e cinco séculos têm seguido os passos de Goutama Buda, mas nem um simples Goutama Buda foi criado. Isso é prova bastante: dois mil anos e nem um simples  Jesus novamente; três mil anos e nem um simples Moisés novamente. 

A existência nunca repete.

A história se repete porque a história pertence ao inconsciente coletivo. 

A existência nunca repete a si mesma. Ela é muito criativa e muito inventiva. E isso é  bom; caso contrário, embora Goutama Buda seja um belo homem, se houvesse milhares  de Goutama Buda por aí – se em qualquer lugar que você fosse, encontrasse um Goutama Buda, em todos os restaurantes – você iria ficar realmente entediado e cansado. Isso iria destruir toda a beleza do homem. É bom que a existência nunca repita. Ela só cria um de cada tipo, assim ele sempre permanece raro.

Você também é um de um tipo. Você apenas tem que desabrochar, abrir suas pétalas e liberar a sua fragrância.

Osho – Beyond Psychology - Cap. 5
Tradução: Sw. Bodhi Champak

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Maioria esmagável

O governo começou a entender que maioria esmagadora em regimes democráticos não consegue dar formas diferentes às realidades contundentes e toda vez que tentar esconder a verdade, acabará se afundando na lama da vergonha. Maioria parlamentar é diferente da maioria popular, pois, enquanto na primeira os interesses pessoais e partidários predominam, na segunda não há âncoras e ela flutua ao sabor das marés do inconsciente coletivo.

Todos da direita, centro e esquerda moderada que morriam de medo quando Lula tomou posse e com o projeto do Zé para o PT de 20 anos no poder, hoje relaxaram. Primeiro porque o maior medo que estava na manutenção do controle da inflação e da estabilidade econômica se dissolveu quando os escolhidos para Ministro da Fazenda e Presidente do Banco Central  (Palocci e Meirelles) se mostraram mais ortodoxos que os do governo FHC, até pelo medo de serem responsabilizados pela volta da inflação galopante. Restou assim a preocupação com o projeto dos 20 anos de PT no poder.

Sinceramente, isto nunca me preocupou e acho que a oposição adotou a estratégia de supervalorizar o projeto do PT para obter apoio dos eleitores mais medrosos. Afinal, qual partido, seja ele de direita, centro ou esquerda que não desejaria ficar, não só 20, mas 50 ou 100 anos no poder? Partidos e ideologias não lutam por suas siglas, mas sim pelo poder, seja ele estrategicamente secundarista como o do PMDB que não tem telhado de vidro há mais de 25 anos e permaneceu forte, embora esteja extremamente desgastado ideologicamente perante aos seus eleitores.

Como eu já escrevi há algum tempo, o livrinho de Maquiavel precisa de revisão para o século XXI. Em 1510 não havia imprensa, internet e os livros circulavam apenas entre as classes dominantes. Pouquíssimos servos e camponeses eram alfabetizados e não tinham acesso à informação.

Leia também: "Maquiavel, o humanista do século XXI"

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Burrice Nuclear IV - Na contramão do mundo

E a burrice continua IV



Energia Nuclear

"Foi aprovado nesta quarta-feira (1º) o Projeto de Lei de Conversão 13/10, decorrente da Medida Provisória 517/10, que concede incentivos fiscais a vários setores da economia. O projeto recebeu 43 votos favoráveis, 17 contrários e 3 abstenções."
"Entre os artigos da MP, dois instituem o Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento de Usinas Nucleares (Renuclear). Por essas regras, as empresas habilitadas poderão adquirir, no mercado interno ou por importação, máquinas, equipamentos, aparelhos, instrumentos novos ou materiais de construção para utilização ou incorporação nas obras de infraestrutura para geração de energia, sem o pagamento do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e do Imposto sobre Importação (II). O benefício vale até 31 de dezembro de 2015 e o governo calcula que a renúncia tributária com esse regime será de R$ 589 milhões."
Fontes: | Correio do Brasil | O Globo |


Não se pode esperar muito de um Congresso cada vez menos representativo em relação aos anseios populares. Os políticos se tornaram representantes deles mesmos, das suas teimosias, dos seus interesses pessoais e dos partidários. Enquanto a Alemanha, depois do desastre no Japão, resolveu eliminar TODAS as suas usinas nucleares até 2022, o Brasil não só mantém as suas como aprovou incentivos fiscais que envolvem os novos investimentos no segmento energético utilizando a tecnologia nuclear.

O Brasil é o país mais privilegiado do mundo em fontes alternativas e naturais. Mesmo assim os políticos do governo se mantém TEIMOSAMENTE FIRMES nessa decisão. Às vezes penso que não se trata de interesses... acho que é incapacidade intelectual mesmo. Não conseguem enxergar o futuro, por mais óbvio que possa ser.

Que tal um teste de QI para canditatos, antes que sejam eleitos? Pelo menos uns 70 como índice mínimo permitido.

Leia também:






Posts mais populares